450 presos fazem rebelião e tentam fugir de presídio de Parnaíba após greve de agentes imprimir publicado em: 16 / 12 / 2015

Os 450 presos da Penitenciária Mista de Parnaíba (345 km de Teresina) iniciaram, na noite desta terça-feira, rebelião e atearam fogo em colchões em dois pavilhões. A rebelião dos presos coincide com o primeiro dia da greve dos agentes penitenciários em Parnaíba. O comandante do Corpo de Bombeiros, Major Ribeiro, entrou na Penitenciária Mista de Parnaíba acompanhado do comandante da Polícia Militar do município, Major Lucena. A Penitenciária Mista de Parnaíba tem capacidade para 136 presos, mas tem 450 detentos.rebelião

Os policiais militares entraram no presídio e dispararam pelo menos 20 vezes balas de borracha e gás de pimenta para conter os presos que saíram das celas. Dez viaturas da Polícia Militar (PM) foram mobilizadas para acompanhar a rebelião. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi mobilizada, mas não houve registro de feridos.

Detento da Penitenciária Mista de Parnaíba, o ex-coronel da Polícia Militar José Viriato Correia Lima, acusado de ter sido o chefe do crime organizado no Piauí, ficou sentado observando a rebelião.

Por: Efrém Ribeiro | Jornal Meio Norte

, ,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas