Bolsonaro vai privatizar Parques de Jericoacoara e Lençóis Maranhenses imprimir publicado em: 14 / 05 / 2019

O governo de Jair Bolsonaro prevê colocar em concessão à iniciativa privada cerca de 20 unidades de conservação ambiental que estão sob responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade.

Os primeiros parques que devem ter administração transferida para a iniciativa privada são os parques de Jericoacoara, no Ceará; Lençóis Maranhenses, no Maranhão; Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, e Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul. Juntas, as quatro unidades de conservação recebem cerca de 450 mil visitantes, por ano.

Lençóis Maranhenses, Maranhão (Foto: Divulgação/Reprodução)

De acordo com informações do ministério do Meio Ambiente, e publicadas no site do jornal Estadão, o objetivo do governo é de finalizar as concessões até o final do ano.

Organizações socioambientais, como Greenpeace, são contra a medida que, para elas, são classificadas como retrocesso nas políticas de proteção ambiental no país.



Jericoacoara, Ceará (Foto: Divulgação/Reprodução)

Além disso, o ministério do Meio Ambiente deve rever todas as normas de criação das mais de 300 unidades de conservação ambiental com objetivo de facilitar a exploração comercial das áreas.

Este ano, o governo cortou todas as emendas parlamentares que foram direcionadas ao ministério do Meio Ambiente, previstas no orçamento federal. O ICMBio teve seus recursos cortados em mais de R$ 60 milhões e o IBAMA, em R$ 89 milhões.

Com informações da Agência Rádio

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas