CASO FABÍOLA: A hipocrisia humana e os crimes virtuais… imprimir publicado em: 18 / 12 / 2015

Um adultério – popularmente conhecido como TRAIÇÃO – ocorrido durante esta semana na cidade de Contagem, próximo à Belo Horizonte, em Minas Gerais, se transformou em viral espalhando-se de forma grotesca pelas redes sociais, imprensa em geral e em todos os quatro cantos do país como se fosse algo de outro mundo.

O caso de traição mais famoso do país

O caso de traição mais famoso do país

Um marido que desconfiava que a esposa o traía decide acionar um amigo para registrar um flagrante e consegue. Ao seguir a mulher até um motel e descobrir que ela estava de caso com um amigo, o homem traído decide expor para o mundo sua triste condição. O objetivo, claro, era propagar a imagem de TRAÍRA da companheira.

Pois bem… O vício de filmar toda e qualquer ação ou momento, agradável ou não, virou algo monstruoso, maquiavélico e muitas vezes doente. Não se trata de registrar uma notícia ou um fato qualquer. Estamos falando da vida pessoal e de ações que podem destruir famílias inteiras e até mesmo se transformarem em uma catástrofe fatal.

Pior ainda é ver um país inteiro comentando, sorrindo, propagando e transformando em ‘memes’ e até em músicas, uma situação que pode acontecer dentro da casa de qualquer um, mas se fosse na NOSSA, não seria engraçado, seria terrível!

FABÍOLA (a esposa traidora), LÉO (o amante) e o MARIDO TRAÍDO viraram os personagens do momento e as mídias sensacionalistas deitam e rolam em cima do caso.

O ato insano do marido que deixa a condição de vítima para ser o algoz na triste ‘historinha’ revela a hipocrisia humana e chama atenção para a incidência de crimes virtuais.

Sobre o assunto, o Blog conversou com o delegado Odilardo Diniz do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Segundo o especialista o fato exposto pelo marido traído, que deixou a condição de vítima de adultério quando compartilhou as imagens que poderiam ser usadas a seu favor em um possível processo de separação, causou difamação à esposa.

“Os desdobramentos extrapolaram contra a Fabíola causando um dano moral gravíssimo caracterizando crime contra a honra pela forma como está sendo compartilhado nas redes através de montagens, memes e frases pejorativas”, disse o delegado.

De acordo com Odilardo, o marido criou uma prova errada que virou contra ele e deverá responder por danos morais.

“Hoje em dia muitas pessoas acham normal filmarem tudo e só vai cair a ficha quando passarem por um processo. Tudo que se faz em um ambiente virtual deixa rastros.”

, , ,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas