Com Instituto de DNA, Piauí preenche requisitos para repasses federais imprimir publicado em: 12 / 11 / 2019

O Piauí inaugurou seu primeiro Instituto de DNA Forense (IDNA) na manhã de ontem (11). Além de Fábio Abreu, secretário estadual de Segurança Pública, a solenidade de entrega da obra, avaliada em cerca de R$ 3,4 milhões em estrutura física e equipamentos.

A previsão é que com IDNA, que terá um sistema integrado a Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) e ao Departamento de Polícia Técnico-Científica da Polícia Civil, seja capaz de processar as amostras advindas do local do crime e também de coletas realizados pelo Instituto de Medicina Legal (IML). Um Banco Estadual de Perfis Genéticos também deve ser instituído.

“Com os equipamentos de última geração adquiridos para o IDNA, será possível dar respostas com maior celeridade aos quesitos formulados pela Polícia Judiciária, Justiça e Ministério Público, aqui mesmo no estado. Vestígios biológicos, tais como sangue e sêmen poderão ser analisados no primeiro IDNA do Piauí”, afirmou Fábio Abreu.

Com a inauguração do IDNA o Piauí deve ampliar e alcançar a meta estabelecida pelo Ministério da Justiça para a coleta e inserção de dados na Rede Integrada de Perfis genéticos (RIBPG) e ter acesso ao rateio dos recursos federais do Fundo Nacional de Segurança Pública, avaliado em R$ 247 milhões em 2019.

Por: Breno Cavalcante, do Jornal O Dia

,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas