DÍVIDA MILIONÁRIA: Justiça determina penhora de taça do Mundial de 2012 do Corinthians atualizada atualizada em: 8 de novembro de 2018 comentarios 0 comente agora rss RSS

A Justiça determinou nesta quinta-feira a penhora da taça do Mundial de 2012 do Corinthians. A decisão foi expedida pelo juiz Luis Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível de São Paulo, em razão de uma dívida do clube com o Instituto Santanense de Ensino Superior. O Timão diz que ainda não foi notificado sobre a decisão.

O goleiro Cássio e o jogador peruano Paolo Guerrero, do Corinthians, participam do evento Jogos Eternos, em homenagem pela conquista do Campeonato Mundial de Clubes da FIFA 2012, quando o Timão venceu o Chelsea, da Inglaterra, por 1 a 0, no Estádio Internacional de Yokohama no Japão.
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

A informação da penhora foi publicada primeiramente pelo site do Globo Esporte.

Há dez anos, o Instituto Santanense de Ensino Superior cobra do Corinthians uma dívida de R$ 2,48 milhões, refere a um processo cuja primeira decisão saiu em 2010, favorável à instituição de ensino. O clube nunca fez o pagamento e, de lá para cá, o Santanense tentou outras formas de receber o dinheiro, como penhora de outras receitas.

A última foi parte da premiação do Timão na Copa do Brasil. O clube recebeu cerca de R$ 20 milhões pelo vice-campeonato. No entanto, o dinheiro não foi repassado e a instituição alegou uma manobra do Timão para não pagar.

Em nota oficial divulgada nesta quarta-feira, o Corinthians considerou “absurdo” o pedido de penhora da taça do Mundial de 2012 e disse que a decisão sobre a dívida ainda estava pendente na Justiça. Nesta quinta-feira, o presidente Andrés Sanchez falará com a imprensa para tratar do assunto.

Na decisão expedida pela Justiça nesta quinta, o juiz deu prazo de três dias para o Corinthians ser ouvido sobre o caso.

Lance | Terra

divisao

0 comentário Comente agora!

publicidade

redes sociais

publicidade