Juiz dá prazo para Mão Santa justificar não pagamento de abono de férias de servidores municipais imprimir publicado em: 04 / 12 / 2019

Na última segunda-feira, dia 02 de dezembro, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais – Sindserm e representantes da Prefeitura de Parnaíba, participaram de uma audiência no na 4ª Vara Cível de Parnaíba referente ao abono de férias dos servidores públicos municipais. O prefeito Mão Santa está se negando a realizar o pagamento conforme prevê o estatuto dos servidores.

Conforme o estatuto, o abono deve ser pago dois dias antes do início das férias do servidor. Porém, a Prefeitura de Parnaíba alega dificuldades financeiras. Diante disso, o Sindicato ingressou com um mandado de segurança pedindo uma liminar para que o pagamento do abano seja garantido conforme a Lei.

O município fez uma proposta e o Sindicato em nome dos servidores a recusou por não atender as necessidades dos trabalhadores. O juiz George Cobiniano Sousa de Melo deu um prazo de 72 horas (que termina na quinta-feira), para que o município possa apresentar suas justificativas perante a Justiça. Após isso, ele decidirá sobre o pleito.

Servidores municipais com férias para o mês de dezembro, não estão recebendo o seu abono de férias, o que tem causado grande decepção nos servidores que contam com o seu direito de acesso a esse valor.

Chegou informação também ao Blog Extra Parnaíba, de que um grupo de servidores recebeu o abono, o que causou ainda mais revolta na maioria dos servidores, que ficaram sem compreender o porque da discriminação.

Por Tacyane Machado – Blog Extra Parnaíba

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas