Ministro Nefi Cordeiro, do STJ, concede habeas corpus ao ex-coronel Correia Lima imprimir publicado em: 19 / 02 / 2020

O ex-coronel José Viriato Correia Lima, condenado pelo assassinato do engenheiro José Ferreira Castelo Branco, conhecido como Castelinho, recebeu habeas corpus do ministro Nefi Cordeiro, da 6º Turma do Superior Tribunal de Justiça, em decisão publicada na última segunda-feira (17).

Correia Lima ficou conhecido como o chefe do crime organizado no Piauí. Ele cumpre pena por diversos delitos, boa parte sendo assassinatos, na Penitenciária Mista Fontes Ibiapina de Parnaíba.

O advogado de defesa do preso já entrou com pedido na vara de execuções do município para que o habeas corpus seja cumprido o mais rápido possível. Contudo, a decisão do ministro do STJ deixa claro que Correia Lima só poderá ser solto caso não esteja preso por nenhum outro crime.

“Ante o exposto, concedo o Habeas Corpus para determinar a soltura do paciente até o exaurimento da instância recursal ordinária, se por outro motivo não estiver preso”, diz a sentença.

ASSASSINATO

Castelinho foi assassinado a tiros em 1999 durante caminhada por um bairro da zona Leste pelo ex-soldado da Polícia Militar, Francisco Moreira do Nascimento. Os mandantes do crime foram Correia Lima e a esposa do engenheiro, a professora Ana Zélia Correia Lima Castelo Branco, que temendo o divórcio, encomendou o crime e pagou R$ 70 mil ao ex-Coronel.

CONDENAÇÃO

O Tribunal do Júri de Teresina condenou a professora Ana Zélia a sete anos e seis meses em regime semiaberto. Correia Lima e Francisco Moreira foram condenados a 25 e 23 anos de prisão, respectivamente, em regime fechado.

Piauí Hoje

, ,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas