Ministério Público denúncia Pai e Filho acusados de estelionato em Bom Princípio do Piauí; VÍDEO imprimir publicado em: 05 / 11 / 2019

O Ministério Público do Piauí ofereceu denuncia contra os nacionais, João de Deus Máximo de Carvalho e João Paulo Bessa Máximo de Carvalho, marido e filho da ex-prefeita de Bom Principio do Piauí Ângela Bessa. O pai e filho foram denunciados pelo MP, o primeiro dado como incurso no artigo 171 (duas vezes), art. 171, §4º (quatro vezes); c/c art. 69 e art. 147, todos do Código Penal Brasileiro. O segundo dado como incurso no artigo 171, caput e art. 147, ambos do CPB, pelos fatos narrados na exordial.

“De acordo com o texto previsto no artigo 171 do Código Penal, classifica-se como estelionato no caso de: “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”.

Vítimas

A denúncia foi aceita pelo juiz de direito Georges Cobiniano Sousa de Melo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba ainda no inicio do ano. O caso segue correndo os trâmites judicias. Vítimas e testemunhas de acusação estão arroladas nos autos do processo.

Delegado

 

VEJA A REPORTAGEM DE TV ANTENA 10

Caso condenada a dupla indiciada por estelionato, a pena prevista para o crime é de 1 a 5 anos de reclusão e multa. Atualmente um dos acusados usa das redes sociais para criticar políticos do município e por populares os mesmos tem reputação negativa junto à sociedade por conta do suposto crime praticado aos idosos do município.

Informações Poder Judiciário do Estado do Piauí (DENÚNCIA)

,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas