Navio da Marinha passa a monitorar litoral do Piauí em busca de manchas de óleo imprimir publicado em: 11 / 11 / 2019

Um navio da Marinha vai iniciar nessa semana, o monitoramento do litoral do Piauí em busca de manchas de óleo. O último registro do material em praias do estado foi encontrado no dia 30 de setembro. O navio Guarujá está sob o comando do capitão Benjamin Dante Lima, da Capitania dos Portos do Piauí.

“O navio vai percorrer o nosso litoral diariamente se aproximando de costas e fazendo determinadas manobras para tentar observar a presença de óleo”, afirma o comandante.

Caso sejam avistadas manchas no mar, o comandante disse que várias forças serão acionadas para impedir que o material chegue às praias.

“Isso já seria um alarme antecipado, caso se constate a presença de óleo. Isso é importante para que a gente possa, por exemplo, convocar o Exército, Corpo de Bombeiros e convocar nosso destacamento de fuzileiros navais, caso seja encontrado óleo. Vamos estar nesse esforço coletivo para tentar mitigar os danos”, afirmou.

O comandante disse ainda que o monitoramento teve início ontem, mas por um helicóptero. “O navio começa essa semana, ontem foi feito o monitoramento aéreo. Uma aeronave da Marinha passou pelo litoral e todas as praias estão limpas”, garantiu.

Das 16 praias do litoral do Piauí, sete já foram atingidas pelas manchas de óleo que estão poluindo a costa da região Nordeste. Os dados são da Marinha. Os últimos registros aconteceram no dia 30 de setembro nas praias de Atalaia, Peito de Moça e Coqueiro – ambas em Luís Correia – e Pedra do Sal em Parnaíba. O primeiro caso foi registrado no dia 28 de setembro na praia do Arrombado, e no dia seguinte em Cajueiro. Recentemente, o IBAMA disse que encontrou vestígios de óleo na praia do Pontal em Ilha Grande (a 326 km de Teresina). 

Fotos: Marinha do Brasil
Hérlon Moraes | Cidade Verde

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas