Polícia apreende documentos e prende despachantes durante operação no Detran imprimir publicado em: 03 / 10 / 2019

A Polícia Civil realizou a “Operação Clone” na manhã desta quinta-feira (03/10) no Departamento Estadual de Trânsito do Piauí, Detran, com a finalidade de identificar documentos falsos e facilitações com retirada de multas, entre outras fraudes. Pra tanto, a ação constituiu no esforço para cumprimento de dezoito mandados de prisão e busca e apreensão.

A operação ocorre ao longo do dia com previsão de mais prisões e apreensões de documentos e material de trabalho dos envolvidos.

Foram presas cinco pessoas ligadas ao Detran, após intervenção da Delegacia de Combate a Crimes Contra o Patrimônio (DEPATRI), tendo a frente o delegado João Rodrigo Luna. Na oportunidade foram apreendidos computadores e documentos para investigações. Segundo o delegado Rodrigo Luna, as investigações continuam no sentido de coibir as ações ilícitas dentro do Detran.

Segundo a polícia, as intervenções aconteceram em Parnaíba, Teresina, Campo Maior e Bom Princípio. Não foram presos os funcionário do Detran. Neste primeiro momento foram presas apenas pessoas ligadas a articulações externas do órgão, ou seja, despachantes e acusados de estelionatos. Os presos são Maciel Ribeiro da Conceição, que é despachante e assessor na Câmara de Vereadores de Parnaíba; Júlio César Souza Brandão, também despachante; José Carlos Machado Pereira Junior, vendedor; Francisca Patrícia Veras da Silva, presa em Campo Maior; e Fábio Augusto Fonseca Rocha, conhecido “Fabão”, que já se encontrava preso na Casa de Custódia.

Por Daniel Santos | Portal Costa Norte

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas