Polícia Civil deflagra Operação Dom Casmurro e cumpre mandados contra empresas de concursos imprimir publicado em: 07 / 11 / 2019

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (07), a operação Dom Casmurro com objetivo de cumprir doze mandados de busca e apreensão em duas empresas de Teresina por suspeita de envolvimento em fraudes em licitações de concursos públicos do município de Cocal.

Segundo informações da Polícia Civil, pessoas envolvidas com as empresas também estão sendo investigadas. Na mesma operação, foram afastados cautelarmente dos cargoso Secretário de Administração de Cocal e pessoas que atuaram como membros da Comissão Permanente de Licitação do referido município no ano de 2018.

Deccor investiga fraudes em licitações no município de Cocal. (Foto: Divulgação)

A operação foi deflagrada a partir de investigações da DECCOR e de informações do Ministério Público de Cocal, quando foram constatados que as duas empresas alvos dessa operação ganhavam constantemente as licitações para elaborar concursos públicos municipais a partir de editais direcionados.

A denominação da operação guarda relação com o nome de fantasia de uma dessas empresas investigadas, o Instituto Machado de Assis, localizado no bairro Ininga, zona Leste de Teresina.

Participam ainda da operação o Ministério Público de Cocal, promotores membros do GAECO, a Diretoria de Inteligência da Policia Civil, Polinter, GRECO, DEPRE, Delegacia de Crimes Cibernéticos, a Gerência de Polícia Especializada (GPE), e auditores do Tribunal de Contas do Estado.

Ao todo, mais de 50 policiais civis, bem como Promotores de Justiça e auditores do TCE-PI realizam as diligências.

Contraponto

A reportagem do O Dia entrou em contato com o Instituto Machado de Assis, investigado pela Deccor, mas as ligações não foram atendidas.

Por: Nathalia Amaral | Portal Odia

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas