Polícia Civil do Piauí divulga balanço da Operação Gênese; 17 pessoas foram presas, em Parnaíba imprimir publicado em: 18 / 01 / 2019

A Polícia Civil do Piauí divulgou um balanço da Operação Gênese, deflagrada nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (18), em Parnaíba e no estado de São Paulo, onde também havia dois alvos acusados de assassinar a tia de um delegado da Polícia Civil do Piauí.

De acordo com o coordenador da Divisão de Capturas – DICAP – delegado Willame Moraes, o resultado da operação foi exitoso, tendo em vista que dos 19 mandados de prisão, 17 deles foram cumpridos para pessoas consideradas perigosas, suspeitas de crimes como estupro, tráfico de drogas, homicídio e roubos, por exemplo.

Presos na Operação Gênese

“Nós herdamos 5.200 mandados de prisões em aberto e começamos a fazer várias operações. O resultado dessa operação foi muito bom, pois todos os crimes são bastante fortes, hediondos, crimes que afetam fortemente a sociedade”, ressaltou.

Antônio Jaime Araújo Cardoso, o “Nego Jaime”,

Segundo o delegado geral, Luccy Keiko, a grande maioria dos presos é por crime de roubo a mão armada, mas também tiveram prisões importantes como as de Antenor de Paula Melo Filho e Francisco Luís Lopes Ribeiro, acusados de assassinar a tia do delegado Rodrigues Júnior, em 1996, com uma paulada na cabeça, na cidade de Teresina.

“Esse fato ocorreu em 1996. A vítima teria deixado o veículo para consertar em uma oficina, houve uma desavença em razão da má qualidade do serviço prestado. Durante isso, o dono da oficina, junto com o funcionário, terminou matando a vítima, subtraiu o carro, depois abandonou o veículo, mas numa investigação bem detalhada pela nossa Polícia Civil, em parceria com a Polícia Civil de São Paulo, foram presos os dois indivíduos responsáveis por essa morte. É a primeira ação de grande porte realizada esse ano e a Divisão de Capturas vai se expandir”, reforçou o delegado geral.

GP1

,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas