Selo UNICEF de Luís Correia realiza quinzena de combate ao Feminicídio imprimir publicado em: 29 / 05 / 2019

A cidade de Luís Correia, Piauí, localizada a 350 km da capital Teresina, está concorrendo ao Selo UNICEF edição 2017/2020. Um título ao qual o município obterá, caso consiga melhorar indicadores sociais de crianças e adolescentes.

Em outras palavras, tem como meta reduzir os números de desigualdade social melhorando aspectos relacionados à saúde, educação, assistência, esporte, cultura, lazer. Também se pretende combater a violência em vários aspectos, desde as praticadas contra crianças e adolescentes bem como as que atingem as mulheres. Afinal, se os índices de violência doméstica estão crescendo assustadoramente em todo o país, direta ou indiretamente atinge a criança, impedindo que a mesma tenha um desenvolvimento saudável.

A gestão do prefeito Kim do Caranguejo tem se esforçado para potencializar projetos e ações contra todos os tipos de violação de direitos, por meio da articulação do Selo UNIFEC. Idealizando propostas que vão ao encontro de uma sociedade mais justa, está o Professor e Assistente Social, Wellington Araújo que conta diretamente com o apoio e trabalho das Professoras Solange Veras Roque e Marina Santos para o desenvolvimento de um projeto quinzenal (28 de maio a 7 de Junho) de combate e prevenção à violência contra mulher e o Feminicídio.

As ações relativas há essas duas semanas estão direcionadas às escolas da zona urbana e rural do município e tem mostrado que a união entre os diversos setores e o trabalho em rede faz toda a diferença para o êxito das atividades. A tríade base conseguiu mobilizar muitos dos educadores de algumas das escolas envolvidas, Conselho Tutelar, CREAS, CRAS, grupo da frente de combate à violência de gênero de Teresina e duas colaboradoras representativas da Sociedade Civil.

Em grupo, programaram diversas atividades teatrais e musicais para a Educação Infantil, palestras com vídeos educativos para o Ensino fundamental e Médio contemplando as diferentes fases e adequando as linguagens de acordo com as idades. Acredita-se na Educação como prevenção e influência para modificação de paradigmas relacionados ao comportamento machista ainda predominante no meio em que se vive.


Luís Correia justifica o projeto com base nas Leis Federais de nº11.340/06- Lei Maria da Penha e a Lei de nº 13.104/15- Lei do Feminicídio. Em dimensão municipal ainda se tem a Lei nº807/15 que prevê ações educativas como prevenção e a Lei nº 956/2019 que instituiu no município o dia 03 de junho como Dia de Combate à Violência Contras as Mulheres/Feminicídio. Esta última teve como pressuposto o exemplo de vida e profissionalismo que Selene Veras Roque deixou antes de ter sua trajetória tragicamente interrompida, pelo seu esposo, que a tornou vítima de Feminicídio.

Ainda como parte das ações, também foi criado o prêmio de cidadania professora Selene Veras Roque que será destinado a pessoa que for escolhida como incentivador da luta a favor da integridade e vida das mulheres no seu mais profundo significado. A individualidade nunca será capaz de mudar nada, mas o trabalho em equipe será o diferencial para uma sociedade mais justa. Nesse sentido, Luís Correia está de Parabéns!

Wellington Araújo, Solange Veras Roque, Marina Santos.

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas