Vereador Daniel Jackson e Geraldinho se alfinetam após entrega de ônibus imprimir publicado em: 09 / 04 / 2019

A aquisição de um ônibus feita pelo município, para o transporte de pacientes de Parnaíba para a capital do estado, gerou um clima nada amigável entre os vereadores Daniel Jackson (PTC) e Geraldo Alencar (PSB) que trocaram farpas nesta segunda-feira (08).

O veículo é fruto de emendas impositivas de deputados federais e dos dois vereadores, e foi entregue pelo prefeito Mão Santa no último sábado (06). O que gerou o descontentamento foi a não citação do presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, Geraldinho, como sendo um dos responsáveis pela aquisição do veículo no ato da solenidade.

Na manhã de hoje, o presidente se manifestou por meio de nota externando insatisfação por não ter sido convidado à solenidade, e por não ter sido lembrado como corresponsável pela aquisição do veículo.

Horas antes, a esposa do vereador Geraldinho, Márcia Riedel utilizou a sua rede social e se dirigiu ao vereador Daniel Jackson como alguém que não agiu com “nobreza”, e sustentou seu pensamento, pelo fato de Jackson não ter citado o colega Alencar durante o evento.

Geraldinho chegou a dizer que Daniel Jackson agiu de má fé, ao não lembrar seu nome durante o discurso na solenidade de sábado.

Na sessão desta segunda-feira, o vereador Daniel Jackson pouco olhou para o colega Geraldinho durante a sessão, e ao utilizar as explicações pessoais, disse em meias palavras que, a população não aprova desavenças entre políticos, quando falava sobre a visita do governador no último sábado ao lado do prefeito.

Daniel Jackson disse à nossa reportagem que manterá respeito a esposa do vereador e ao seu colega de parlamento, mas que nesse assunto não cabia tamanha polêmica “Cada vereador tem sua assessoria de imprensa, cabe a essa assessoria divulgar as ações de seu vereador, e apenas registrei uma ação minha” disse Daniel Jackson.

Em seguida o vereador Geraldinho também se referiu ao mesmo assunto no expediente das explicações pessoais, e voltou a falar de seu descontentamento, com a falta de prestígio ao não ter sido convidado para a solenidade.

“O Arlindo é um excelente secretário de governo, mas eu soube que os convites estavam à cargo do ‘primeiro ministro’ Fábio Barros de modo que eu não fui convidado para essa solenidade, e muito menos disseram que tinha emenda impositiva de minha autoria lá” disse Geraldinho.

Blog do Tiago Mendes

,

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas