Combustível no Piauí: fornecimento pode sofrer colapso; entenda

O presidente do Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis do Piauí (Sindipostos), Alexandre Valença, criticou neste sábado (27) a Prefeitura de Teresina pela medida de isolamento social que determinou o fechamento de postos de combustíveisdurante todo o final de semana. Segundo ele, a decisão repentina atrapalhou no planejamento da distribuição do produto e, se persistir, o fornecimento no Estado pode entrar em colapso.

“Foi muito repentino, os postos não se preparam para isso assim como a população. Eu tenho certeza que muitas pessoas vão se dirigir aos postos e passar por dificuldades. A base de distribuição de Teresina é muito antiga e ela trabalha normalmente sobrecarregada. Com essa paralisação, muitos postos no começo da semana, ficarão sem combustível”, disse.

Alexandre disse também que a preocupação do sindicato é com a intensão da prefeitura em paralisar postos e base de combustíveis na quinta-feira da próxima semana. De acordo com ele, a medida pode colapsar a fornecimento de combustível no Piauí.

“Existe essa intenção da prefeitura em paralisar postos e base de combustíveis entre quinta-feira da próxima semana e domingo. Isso chega a ser impensável, vai causar um colapso no fornecimento de combustível no Estado inteiro”.

“Estamos conversando com a prefeitura sobre tal medida, mas está sendo difícil em convencer as autoridades municipais. Essa medida vai gerar um problema parecido com a que tivemos com a greve dos caminhoneiros”, relatou.

Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Teresina não quis se manifestar sobre o caso.

Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.