Gasolina ultrapassa R$ 8 pela primeira vez, segundo levantamento da ANP

O preço máximo da gasolina comum, vendida pelos postos de combustíveis no Brasil, atingiu, pela primeira vez, a marca de R$ 8 nesta semana, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (31) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). 

Segundo a agência, o valor máximo encontrado nesta semana foi de R$ 8,029 no Rio de Janeiro – na semana anterior o teto era de R$ 7,99.

Os cinco estados com a gasolina mais cara (preço máximo)

  1. R$ 8,029 no Rio de Janeiro
  2.  R$ 7,698 em Minas Gerais
  3. R$ 7,660 no Paraná 
  4. R$ 7,60 no Acre
  5. R$ 7,540 na Bahia

Álcool

No caso do álcool (etanol hidratado), o valor máximo do litro do combustível foi de 7,500, encontrado em um posto no Rio Grande do Sul. Em seguida, aparece o Pará, com o litro do álcool sendo vendido a R$ 7,200. 

Preço médio dos combustíveis

A avaliação da ANP foi realizada em 4.789 postos do país, entre os dias 23 e 29 de janeiro. Na média nacional, o valor médio do litro da gasolina vendido nos postos brasileiros foi R$ 6,658 nesta semana.  

No caso do diesel,  o valor médio do litro ficou quase igual, de R$ 5,582, na semana passada, para os atuais R$5,586. 

No caso do álcool, o preço médio do litro foi de R$ 5,007 nesta semana. 

Reajustes

O último reajuste da Petrobras ocorreu no dia 12 de janeiro, quando o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passou de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, uma alta de 4,85%. Assim, desde janeiro de 2021, o preço  da gasolina acumula alta de 77,04%.

Para o diesel, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras teve alta de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro. Dessa forma,  desde janeiro do ano passado, o diesel já subiu 78,71% nas refinarias.

Solução para aumentos

Para os especialistas, nem mesmo a iniciativa dos governadores, que decidiram congelar por mais dois meses o valor de referência do ICMS, será capaz de impedir novo aumento do valor cobrado nas bombas.

Na próxima quinta-feira (03), o Fórum dos Governadores do Brasil se reunirá para tratar sobre o Fundo de Equalização dos Combustíveis. Os governadores buscam uma solução definitiva para a alta dos combustíveis e defendem a criação de um fundo para estabilizar o preço do petróleo e derivados no Brasil.