Membros da família Moraes Souza acumulam cargos no primeiro escalão da Prefeitura de Parnaíba

Mesmo sabedor que é proibido o poder público facultar privilégios a parentes ou amigos, o prefeito de Parnaíba, Mão Santa (SDD) ignora esse parâmetro no mínimo moral e permite que integrantes de sua família, acumulem cargos no primeiro escalão da gestão municipal. Os casos que chamam atenção é da primeira-dama, Adalgisa Moraes Souza e sua filha, Gracinha Moraes Souza.

Adalgisa iniciou a gestão como secretária de desenvolvimento social e cidadania e secretaria do trabalho, mas, no dia 08 de março, como presente do Dia da Mulher, o seu esposo a nomeou como Superintendente Municipal de Comunicação. À frente da pasta, estava o jornalista Bernardo Silva, que foi escudeiro da gestão, mas não foi considerado pelo grupo. A comunicação teve seus colaboradores exonerados como forma de deixa-lo sozinho e forçar sua saída. Agora, Adalgisa que sempre comandou o conteúdo dos programas especiais da Rádio Igaraçu deverá coordenar o serviço a nível municipal. Sua nomeação deixou alguns nomes frustrados.

Gracinha Moraes Souza, ocupa os cargos de secretária interina de serviços urbanos e defesa civil, secretária de infraestrutura, habitação e regularização fundiária, além de ocupar a presidência da Empresa Parnaibana de Supervisão e Abastecimento – EMPA. É sabido também, que Gracinha interfere em todas as atividades administrativas, causando transtornos para a gestão. Isso tem incomodado e gerado conflitos entre servidores, que preferem a exoneração do cargo de confiança a ter que suportar o temperamento da senhora secretária.

Apesar de não ser da família, quem também acumula cargos a nível municipal é o secretário de governo, Carlos Eduardo Pinheiro Araripe, que além dessa pasta, foi nomeado como secretário interino de educação.

Por Tacyane Machado | Extra Parnaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.