Mulher é esfaqueada após negar sexo ao filho em Esperantina

A Delegada da Mulher de Esperantina, Rosa Chaib, afirmou na tarde desta terça-feira (28) em vídeo enviado ao MeioNorte.com, que Paula Ferreira de Castro Lima, esfaqueada e encontrada em um poço no último domingo (27), havia se recusado a manter relações sexuais com seu próprio filho adotivo.

“A mulher foi encontrada dentro de um poço, vítima de duas facadas, na localidade Pedreiras, em Esperantina. Foram quase dois dias intensos de muita investigação”, disse.

A Delegada ainda relatou a dinâmica do crime. Segundo ela, a vítima informou que a situação ocorreu após o suspeito, um menor de 16 anos, que foi criado como seu filho, ter tentado manter relações sexuais com ela. Após a recusa, o jovem acabou desferindo dois golpes de faca e depois a jogou em um poço.

Moradores que escutaram os gritos de socorro retiraram a mulher do poço e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), onde após receber os primeiros atendimentos a conduziram ao hospital de Piripiri, de onde foi transferida para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde se encontra consciente, mas em estado grave.