Posse de Bolsonaro tem público abaixo do esperado

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República estimou em 115.000 o número de pessoas que acompanharam a cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O número ficou bem abaixo do esperado pela organização.

Apoiadores do novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, se reúnem em frente ao Palácio do Planalto em Brasília – 01/01/2018 (Adriano Machado/Reuters)

A expectativa inicial era que entre 250.000 e 500.000 pessoas comparecessem à Esplanada dos Ministérios em Brasília. Este cálculo foi feita pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, que não divulgou nenhuma estimativa no decorrer do evento e afirmou que caberia ao GSI divulgar o público. Em 2003, a Polícia Militar estimou 150.000 pessoas presentes à posse de Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante a manhã desta terça-feira, o tempo não ajudou muito e choveu na região da Esplanada dos Ministérios. À tarde, apesar das nuvens carregadas, o clima melhorou gradativamente e o sol saiu durante a cerimônia de posse de Bolsonaro.

A cerimônia contou com forte esquema de segurança. Mais de 10.000 agentes, incluindo Forças Armadas, polícias e setor inteligência, foram envolvidas na posse. A parte ostensiva da segurança contou com cerca de 4.600 homens do Exército, 200 da Marinha, 200 da Aeronáutica, 4.700 policiais militares, incluindo cavalaria e cães farejadores, e os 46 policiais federais que não sairão de perto de Bolsonaro. Outros 300 policiais civis do Distrito Federal e agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estiveram infiltrados em meio à multidão. No teto do Planalto, ficaram posicionados atiradores de elite.

(com Estadão Conteúdo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.