Prefeitura de Cajueiro da Praia, Marinha do Brasil e Polícia Militar realizam operação de fiscalização em fronteira marítima entre o Piauí e Ceará

A Vigilância Sanitária do Município de Cajueiro da Praia em Parceria com Capitania dos Portos do Piauí e Polícia Militar realizaram nesta terça-feira(14) ação de fiscalização nas praias do Município de Cajueiro da Praia.

O objetivo da ação foi coibir o transporte de passageiros via marítimo de Bitupitá e Chaval para Cajueiro, bem como de Cajueiro da Praia para estas localidades.

A operação contou com apoio do efetivo Policial da CIPTUR de Cajueiro da Praia e do corpo de marinheiros da Marinha do Brasil, integrantes da Capitania dos Portos do Piauí e da Vigilância sanitária e Epidemiológica de Cajueiro da Praia, dos Secretários de Governo e de Turismo da Prefeitura Municipal.


A medida foi tomada depois que várias denuncias chagaram à Prefeitura Municipal relatando que está havendo um tráfego intenso de transporte marítimo entre Bitupitá, no Ceará e Cajueiro da Praia no Piauí. O Município de Cajueiro da Praia então acionou a Marinha do Brasil, bem como o Governo do Estado a fim de adotarem medidas urgentes de controle desse transporte, já que o Ceará é um dos Estados com maior numero de contaminação pelo Coronavírus e a cidade de Barroquinha possuir casos confirmados de COVID-19.

A marinha do Brasil distribui material informativo, bem como orientou alguns pescadores sobre o perigo de contágio e os cuidados que devem adotar. Além disso, a vigilância sanitária explicou sobre o avanço da contaminação do vírus e da situação atual do vizinho Estado do Ceará.

A partir de agora a Vigilância sanitária com o apoio da Policia Militar do Piauí e da Marinha do Brasil fará fiscalizações diárias nas praias do Municipio, bem como reforçará o controle da fronteira marítima com o Ceará.

Uma outra medida adotada pela Prefeitura Municipal de Cajueiro da Praia foi o contato com o Município de Barroquinha e com a Policia Militar do Estado do Ceará, a fim de impedir que pessoas do Ceará descumpram as barreiras estabelecidas naquele Estado e se desloquem para o Piauí, via Bitupitá e Chaval.

Segundo Eduardo Remígio, Coordenador de Vigilância Sanitária, a ação foi preventiva e de orientação sobre os perigos do Coronavirus e que o trabalho realizado na fronteira marítima entre Piauí e Ceará será contínuo, com o apoio da Policia e da Marinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.