Presidente da Amapi diz que não admitirá ataques a juízes no Piauí

O juiz Leonardo Brasileiro, presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Piauí (Amapi), declarou que não admitirá ataque a qualquer juiz piauiense e classificou as ameaças virtuais à juíza Anna Victória Cavalcanti Dias, titular da 4ª Vara Cível de Parnaíba, como uma tentativa de atingir a independência dos juízes piauienses. Esta semana, ela foi ameaçada após derrubar, por duas vezes, o decreto do prefeito Mão Santa que liberava o funcionamento do comércio no município em meio ao isolamento social decretado pelo governo estadual para evitar a disseminação do coronavírus. 

“O poder judiciário do Piauí não admitirá qualquer ataque ou ameaça a qualquer magistrado como tentativa de atingir a independência dos juízes piauienses”, disse Brasileiro.

Após as ameaças foi solicitada e autorizada proteção policial à juíza. O presidente da Amapi disse ainda que terá rigorosa investigação para identificar os autores das ameaças.

“A decisão foi proferida conforme função institucional em defesa da vida, da sociedade, atendendo pedido do MP em ação civil pública e após adotar todas as cautelas necessárias com respaldo em informações oficiais da Secretaria de Saúde de que todos os leitos em Parnaíba já estavam ocupados. Infelizmente, tomou-se conhecimento de uma campanha repugnante e difamatória nas redes sociais contra a juíza, buscando se dar contorno políticos à questão, em uma clara tentativa de intimidação à magistrada”, disse o presidente da Amapi.

Por: Graciane Sousa | Cidade Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.