Sindicato dos Policiais Penais do Piauí defende interdição da penitenciária de Parnaíba

Na Penitenciária Mista de Parnaíba presos tentaram fuga na tarde de segunda-feira tentando passar por um buraco no teto de alvenaria. Os detentos fizeram o buraco no forro. Pelo menos 29 presos conseguiram passar pelo buraco; mas não fugiram.

A Secretaria de Justiça do Piauí confirmou a tentativa de fuga que foi abortada. Os internos foram encaminhados para outro pavilhão e a cela passará por manutenção na estrutura. A Secretaria de Justiça do Piauí reiterou que nenhum reeducando empreendeu fuga.

O presídio hoje tem mais de 600 detentos quando eram para ser pouco mais de cem. Realidade comum no país. Vilobaldo Carvalho, vice-presidente do Sindicato dos Policiais Penais do Piauí, considera como uma situação insuportável de sobrecarga de trabalho pelo qual passam os policiais penais. O Sindicato dos Policiais Penais do Piauí defende, se necessário, uma interdição na unidade para não se agravar ainda mais. “Os policiais penais tem reclamado ao sindicato, clamado por ações e nós estamos buscando as autoridades”, informou Vilobaldo Carvalho.

O mesmo disse que fez uma visita recente ao presídio e afirma ser de estrutura ruim. O que se torna mais difícil com a superlotação. “A superlotação é ruim para o profissional, para o preso e também ruim para a sociedade”, enfatizou Vilobaldo.

Por Daniel Santos | Portal Costa Norte