Prefeitos do MA que deixam crianças usarem pau de arara deveriam ser presos

Pau de arara ainda é muito usado no MA
Pau de arara ainda é muito usado no MA

Na manhã desta quarta-feira (02), representantes do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Ministério Público de Contas e Controladoria Geral da União (CGU), apresentaram o resultado da Operação Pau de Arara, que investigou e fiscalizou irregularidades no transporte escolar em cidades do Maranhão.

Nesta etapa da ação, os municípios de Grajaú, Sítio Novo, entre outros foram diagnosticados desempenhando serviços precários de transporte escolar, mesmo sendo aplicado mais de R$ 25 milhões com essa finalidade.

Diversas provas das irregularidades, através de imagens e informações colhidas durante a operação, foram apresentadas. Além disso, os problemas identificados, de fato, levam e expõem os estudantes a situações de risco.

Os municípios de Cachoeira Grande, Presidente Vargas, São João do Sóter, Caxias, Vargem Grande, Governador Edson Lobão, Anajatuba e Presidente Juscelino já foram alvos durante etapas anteriores da operação, que integra o Programa Interinstitucional “Educação de Qualidade: Direito de Todos os Maranhenses”.

Vale lembrar que o Maranhão já protagonizou uma grande tragédia envolvendo justamente a utilização de pau de arara como transporte escolar. Foram oito estudantes mortos quando retornavam da escola na cidade de Bacuri em abril de 2014.

Até hoje, as famílias lutam por justiça e para que novas vítimas não sejam feitas. Nenhum dos gestores ou envolvidos no caso foram presos e o processo se arrasta na justiça.

O fato é que operações como essa, devem ir além de apenas fiscalizar e, também, servir para que sejam colocados atrás das grades quem brinca e faz pouco caso com as vidas de milhares de estudantes.

O dinheiro comprovadamente existe, mas por qual motivo não está sendo aplicado como deveria? Por que em pleno 2015 ainda temos que brigar para que direitos básicos sejam respeitados? É lamentável!

Blog do Luís Pablo

Seduc lançará edital do Pronatec

PRONATECA Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por intermédio da Unidade de Ensino Técnico Profissional (Uetep), deverá lançar em breve o Edital para o Processo Seletivo destinado a formação de cadastro de reserva para atuarem como professores bolsistas e tutores presenciais e a distância para o desenvolvimento de atribuições nas Unidades ofertantes e nos pólos dos Cursos Técnicos a Distância da Rede eTec Brasil, vinculados ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego ( Pronatec ).

As inscrições e todo processo de seleção e organização ficará sob a responsabilidade do Núcleo de Concurso e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), por meio de um termo de cooperação no valor de R$ 509.559,75, ressaltando que este recurso é oriundo das inscrições.

De acordo com a diretora da Unidade de Ensino Técnico e Profissionalizante (Uetep), Adriana Moura, a Seduc acompanhará todo o processo seletivo e fará a lotação dos professores selecionados e que apesar das vagas serem para cadastro de reserva, o Pronatec sempre convoca durante todo o processo de ensino e aprendizagem. ?Quero esclarecer também que a Seduc não repassará nenhum recurso financeiro referente a esse processo seletivo e o próprio Nucepe fará as inscrições e já recolhe seu pagamento, conforme o Diário Oficial do Estado Piauí do dia 06 de novembro de 2015, número 209, página 41?, destacou.

Por Socorro Landim