Mototaxista acusado de matar guarda em Parnaíba já é réu por homicídio

O mototaxista Francisco Mário Veras Ferreira, acusado de matar um guarda municipal em Parnaíba e deixar outro gravemente ferido, está há 7 anos aguardando ser julgado pelo Tribunal Popular do Júri pelo crime de homicídio cometido ainda no ano de 2007, também em Parnaíba.

Francisco foi pronunciado, no dia 24 de setembro de 2013, pela juíza Maria do Perpetuo Socorro I. de Vasconcelos, da 1ª Vara Criminal de Parnaíba, pelo crime de homicídio qualificado (por motivo fútil) praticado contra Francisco das Chagas Ribeiro Sousa, em 27 de maio de 2007.

De acordo com a investigação policial, no dia dos fatos, a vítima estava bebendo com outras pessoas no Bar Fim de Tarde, quando resolveu pagar a conta com o propósito de sair para uma festa, e sem querer pisou no pé de Francisco Mário, que também bebia no bar, tendo imediatamente pedido desculpas que não foram aceitas pelo denunciado, começando então uma discussão entre os dois.

Consta que o dono do bar pediu para que ambos saíssem de seu estabelecimento comercial, o que foi prontamente atendido, sendo que fora do bar a discussão continuou e o mototaxista e vitima chegaram às vias de fato, com troca de socos e pontapés.

Continue lendo “Mototaxista acusado de matar guarda em Parnaíba já é réu por homicídio”