Com divergência, Piauiense 2016 repete fórmula. Copa Piauí é extinta

O formato de disputa do Campeonato Piauiense 2016 foi escolhido após um longo arbitral de quase duas horas de duração, na sede da Federação de Futebol do Piauí (FFP), na tarde desta terça-feira. Nada muda em relação à fórmula disputada neste ano. O estadual, que começa no dia 30 de janeiro, será em turno e returno com o campeão de cada fase se enfrentando na grande decisão, prevista para o dia 8 de maio.

Presidentes dos clubes decidem que Piauiense 2016 terá mesmo formato deste ano (Foto: Josiel Martins)
Presidentes dos clubes decidem que Piauiense 2016 terá mesmo formato deste ano (Foto: Josiel Martins)

Os clubes não entraram em consenso no modelo, sendo feita uma votação. River-PI e Flamengo-PI apresentaram o sistema de pontos corridos, em turno único, com a formação do G-4 para semifinais e final. Os demais, porém, elegeram que a competição deveria seguir sem alterações. Por 12 votos a 11, a Taça Cidade de Teresina e a Taça Estado do Piauí continuam com o mesmo peso: após sete rodadas, os quatro primeiros avançam e formam as semifinais. Os vencedores formam a final, e o campeão garante vaga na grande decisão. Na fase mata-mata, os jogos serão de ida e volta.

– Acredito que foi a melhor forma, em números foi a maioria. Não que a maioria seja burra, mas acredito que motiva. É um campeonato mais longo, com mais jogos, e acreditamos que isso possa ter uma motivação maior. Vamos fazer o lançamento do campeonato e ter algumas situações que motivem o estadual, vamos trabalhar para fazer um bom campeonato – comentou Cesarino Oliveira, presidente da FFP.

River-PI, Flamengo-PI, Parnahyba, Caiçara, Piauí, Cori-Sabbá e Picos vão brigar pela taça. O oitavo clube será conhecido nesse sábado, sai da segunda divisão do estadual. Oeiras e Altos disputam o acesso, o mesmo caminho feito pelo Zangão. Os clubes devem apresentar à FFP certidões negativas de débitos que regularizem sua participação na competição até o dia 10 de dezembro. Caso não apresentem a documentação, estarão impedidos de jogarem e serão rebaixados.

Em votação, clubes escolheram sistema de disputa do Piauiense (Foto: Josiel Martins)
Em votação, clubes escolheram sistema de disputa do Piauiense (Foto: Josiel Martins)

– Prorrogamos em tempo hábil para que todos apresentem, deixamos que todos regularizem a parte administrativa. Aquilo que não seguir a lei, será substituído pelo clube da Série B – ponderou Cesarino.

O arbitral trouxe uma mudança importante no calendário. A Copa Piauí, seletiva no segundo semestre que dava ao campeão a segunda vaga do estado na Copa do Brasil, foi extinta. Em 2016, campeão e vice do Piauiense levam vaga na Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Ao vencedor do estadual, a vaga na Série D do Brasileiro será válida também para 2017, segundo mudança proposta pela CBF.

– Não temos no calendário como disputar a Copa Piauí com as Séries C e D, além da Segunda Divisão, sendo realizada. Para quem jogar e ter o prejuízo, assim como foi neste ano, temos que compreender e ver a situação, não deixar ter só despesa. A vaga da Copa do Brasil que era disputada na Copa Piauí vai para o vice-campeão do Piauiense.

Dois times serão rebaixados em 2016, e a Série B do estadual acontecerá no segundo semestre. O regulamento aprovado em assembleia será publicado até quarta-feira.

À revelia de River e Fla-PI, fórmula do estadual 2016 é criticada: “Medíocre”

O arbitral dos clubes para o Campeonato Piauiense 2016 trouxe uma situação que uniu a gregos e troianos. River-PI e Flamengo-PI, arquirrivais nos gramados, defenderam uma mudança no formato de disputa do estadual. A dupla Rivengo propôs o sistema de pontos corridos, com a classificação dos quatro primeiros para semifinal e final, assim uma redução no número de datas do estadual. Tricolores e Rubro-Negros disputam a Copa do Nordeste no mesmo período do torneio local e gostariam de um estadual menor. A proposta, porém, não passou pela votação dos outros times, que optaram – por 12 a 11 – em manter o estadual sem alterações.

Presidentes em reunião para definição do Piauiense: regulamento não foi unanimidade (Foto: Josiel Martins)
Presidentes em reunião para definição do Piauiense: regulamento não foi unanimidade (Foto: Josiel Martins)

Ao fim do arbitral, presidentes de River-PI e Flamengo-PI protestaram. Júlio Arcoverde, gestor do Galo, considerou o formato antigo, sem atrativos para o torcedor e atacou o modelo definido.

– O River-PI não concorda. Queríamos uma forma de turno único, com os quatro melhores fazendo duas partidas de semifinal e, sem seguida, mais duas partidas de final, um sistema até mais fácil de entender. Seria uma forma que se adaptava com a Copa do Nordeste. Infelizmente, perdemos no voto e temos que aceitar. Nesse caso, teremos clubes que vão parar 15 a 20 dias. Você pagar uma folha salarial com um tempo de pausa assim fica difícil. Caímos na mesma fórmula de turno e returno que não está sendo mais usada nos estaduais, queríamos algo pujante. Não nos agradou, infelizmente foi escolhida uma fórmula medíocre. River-PI e Flamengo-PI, clubes de maior torcida do estado, perderam – analisou Júlio.

Tiago Vasconcelos, presidente do Flamengo-PI, até brincou pelo fato de River-PI e Flamengo-PI estarem do mesmo lado, mas admitiu uma mudança do planejamento no clube para atender às demandas das competições. O Piauiense começa no dia 30 de janeiro, a Copa do Nordeste no dia 14 de fevereiro.

1 Copa Piauí
Júlio Arcoverde conversa com presidente da FFP, Cesarino Oliveira, após o fim do arbitral. Presidente do River-PI subiu o tom ao criticar a forma escolhida para o Piauiense 2016 (Foto: Josiel Martins)

– Por participar da Copa do Nordeste no mesmo semestre, o ideal seria trabalhar com datas mais folgadas. Em toda hipótese, o Flamengo-PI vai brigar para disputar a taça, não há outro interesse que não seja esse. Na verdade, o sistema escolhido acaba obrigando o Flamengo-PI a jogar em datas que não estavam planejadas, naturalmente, causa um prejuízo na quantidade de jogos. Dá uma imprensada, mas vamos ter um elenco grande para ter peças de reposição para os dois campeonatos – defendeu o dirigente da Raposa.

Autor da proposta em manter o estadual sem alterações, Batista Filho, presidente do Parnahyba, argumentou que a fórmula de turno e returno é mais democrática a todos os clubes.
– Entendemos que com dois turnos seja algo mais democrático e justo. Um turno direto corre o risco de ter equipes já classificadas logo, defendemos que o modo como ficou seja o melhor para um campeonato com o nível técnico mais alto – considerou Batista.
Votando pelo Piauiense em turnos, o presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais do Piauí, Vasconcelo Pinheiro, acredita que o modelo escolhido foi o mais sensato.

– O medo de River-PI e Flamengo-PI é, por participarem de três competições, terem que usar um time A e um B porque vai chocar algumas datas da Copa do Nordeste, Piauiense e Copa do Brasil. Não haverá prejuízos. Com os turnos, o campeonato vai ser mais emocionante, igual e ninguém vai ser prejudicado ou beneficiado. Foi uma proposta seguida pela maioria – pontuou.

A Taça Cidade de Teresina e a Taça Estado do Piauí continuam com o mesmo peso: após sete rodadas, os quatro primeiros avançam e formam as semifinais. Os vencedores formam a final, e o campeão garante vaga na grande decisão. Na fase mata-mata, os jogos serão de ida e volta. Nas eliminatórias, em caso do empate, não haverá prorrogação ou pênaltis. O clube de melhor índice técnico avança. O regulamento, com os critérios definidos, deve sair até quarta-feira.

Presidente do Parnahyba (centro) defendeu a manutenção do Piauiense (Foto: Josiel Martins)
Presidente do Parnahyba (centro) defendeu a manutenção do Piauiense (Foto: Josiel Martins)

Em 2016, campeão e vice do Piauiense levam vaga na Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Ao vencedor do estadual, a vaga na Série D do Brasileiro será válida também para 2017,segundo mudança proposta pela CBF. A FFP vai realizar uma festa do lançamento do campeonato e planeja ações de divulgar a marca da competição como forma de aumentar o público nos estádios.

Por Josiel Martins do Globo Esporte Piauí
Teresina

Botafogo-SP segura pressão do River e é campeão da série D

Não deu para o Galo. Mesmo jogando com um a menos durante quase todo o segundo tempo, o Botafogo-SP suportou a pressão do River e o grito dos 40 mil torcedores na tarde deste sábado no Albertão, conseguindo segurar o 0 a 0 e sagrando-se campeão brasileiro da série D. Aos riverinos, resta comemorar o acesso, e pensar nos desafios do ano que vem.river 1

River ataca, Bota defende

Flávio optou por entrar com três atacantes – Eduardo, Célio Codó e Fabinho. O jogo começou muito igual, disputado no meio de campo e com as duas equipes se comportando de forma cautelosa. Mas o River não demorou a pressionar. Buscando acuar o Pantera em seu campo defensivo, o River insistia nas jogadas pela esquerda.

Pouco antes da parada técnica para reidratração, o Galo teve uma boa chance em cobrança de falta de Tote, que acabou subindo demais.river 2

Aos 39, uma das chances mais claras do primeiro tempo. Eduardo avançou pela direita, cruzou para a área e Fabinho avançou para finalizar, mas bateu prensado com a zaga. A bola acabou passando muito perto do gol.

Com o Botafogo todo atrás e os riverinos insistindo, o primeiro tempo terminou como começou: com o placar zerado.

Um a menos no Pantera, e mais pressão

As equipes voltaram sem mudanças para a etapa complementar. O River começou a pressionar, e o Botafogo-SP se defendia como podia – e como não podia. O volante César Gaúcho parou Júnior Xuxa com falta dura e acabou levando o segundo amarelo, indo para o vestiário mais cedo.river 5

No grito da torcida, a pressão do River se intensificou. Todo recuado no campo defensivo, o Pantera se virava para evitar o gol do Galo. Girando a bola de um lado para o outro, o Galo tentava, tentava… e o Botafogo se trancava todo.

Flávio Araújo resolveu mexer no time e mandou Esquerdinha para o lugar de Amarildo. Pouco depois dos 30, Eduardo recebeu passe na área e bateu bem, mas Neneca fez a defesa. No lance seguinte, foi a vez de Rafael Araújo perder chance clara – o defensor aproveitou bola alçada na área para escorar de cabeça, mas a bola passou sobre o gol, arrancando mais um “uhhhh” da massa riverina no gigante da Redenção.river 3

Correndo contra o tempo, o River partiu com tudo para cima. Robinho foi para o lugar de Jadson, e Raphael Freitas substituiu Júnior Xuxa. Foram as últimas cartadas do treinador Flávio Araújo, diante dos contornos dramáticos da partida. Apesar da pressão, o 0 a 0 permaneceu, dando o título ao time de Ribeirão Preto. Festa do Pantera, e o grito de campeão ficou entalado na garganta de mais de 40 mil tricolores piauienses.

Por: Dowglas Lima | Jornal Meio Norte

Técnico do River receberá título de cidadão teresinense na quinta-feira

O técnico do Ríver Atlético Clube, Flávio Araújo, receberá o título de cidadania teresinense da Câmara Municipal. A homenagem foi proposta pelo vereador Antonio Aguiar (PROS), e será realizada na próxima quinta-feira (12), durante sessão solene alusiva à bela temporada do Galo em 2015. Flávio Araújo é natural do Ceará, mas parte de sua carreira foi traçada no futebol piauiense.Técnico do River receberá título de cidadão teresinense na quinta-feira

Aguiar ocupou a tribuna para enaltecer a nova conquista do Galo, que chegou à final da Série D do Campeonato Brasileiro no último sábado, ao vencer nos pênaltis o Ypiranga, do Rio Grande do Sul, em partida disputada no município gaúcho de Erechim.

O vereador enfatizou que o Ríver tem conquistado resultados históricos, mobilizando não apenas a torcida tricolor, mas toda a população do Estado, que ficou eufórica com a consagração do futebol piauiense no torneio nacional. “Observamos um verdadeiro fenômeno. A união de todos os piauienses na torcida pelo Galo, que levou nosso hino e a bandeira do Piauí para serem apreciados por todo o Brasil e pelo mundo”, celebrou o parlamentar, sendo aparteado por diversos vereadores.

No pronunciamento, Aguiar justificou a concessão do título de cidadania teresinense a Flávio Araújo enfatizando que ele foi um dos principais responsáveis pela excelente temporada do Ríver em 2015. “Conhecido como ‘rei do acesso’, Flávio tem dado uma contribuição muito grande ao futebol do Estado do Piauí, tendo passado por vários clubes e estando pela terceira vez no Ríver. Desta vez, fazendo o tricolor ascender à Série C, e levando o time à decisão do Campeonato Brasileiro na Série D. Portanto, considero justa e merecida esta homenagem ao Flávio Araújo. E através dele, nós também estendemos a homenagem à comissão técnica, à diretoria, aos auxiliares e a todos os nossos valorosos atletas”, afirma Aguiar.

O vereador Antonio Aguiar (PROS), durante pronunciamento em que propôs a entrega do título de cidadania a Flávio Araújo e a realização da sessão solene alusiva à brilhante campanha do River em 2015 (Foto: Ascom)
O vereador Antonio Aguiar (PROS), durante pronunciamento em que propôs a entrega do título de cidadania a Flávio Araújo e a realização da sessão solene alusiva à brilhante campanha do River em 2015 (Foto: Ascom)

O vereador também falou sobre a sessão solene que homenageará o River pela brilhante campanha deste ano, culminando com sua chegada à final da Série D. “Com a vitória do último sábado, nós conseguimos garantir, no mínimo, o vice-campeonato, mas nossa meta é vencer o Botafogo de Ribeirão Preto e conquistar o tão sonhado título da Série D. Conseguimos já um importante passo, que foi trazer o jogo de volta para Teresina. Como tivemos uma campanha melhor que a do Botafogo, a última partida será realizada no Albertão. Vamos lotar o estádio para mostrar ao Brasil que o Ríver é um grande clube, com uma torcida fiel e aguerrida”, ressaltou Aguiar.

O vereador do PROS, que também integra o Conselho de Administração do Ríver, voltou a fazer um apelo para que os torcedores não comprem ingressos de cambistas, e, dessa forma, ajudem o tricolor mafrense a se fortalecer ainda mais para a próxima temporada, na Série C.

Linhas de ônibus – O vereador do PROS aproveitou a oportunidade para apresentar um indicativo à Prefeitura solicitando que a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) disponibilize, no dia da partida em Teresina, mais linhas de ônibus ligando os bairros ao Albertão, de maneira que toda a população da capital possa ter acesso facilitado ao estádio.

No jogo de ida, o River foi derrotado por 3 a 2 pelo Botafogo-SP, mas o resultado foi considerado bom, pois agora o Galo precisa apenas de uma vitória por 1 a 0 ou 2 a 1 em casa para sagrar-se campeão da Série D.

O DIA

Cores do River iluminarão a Ponte Estaiada no próximo final de semana

A Ponte João Isidoro França (Ponte Estaiada) recebe a iluminação artística na cor azul durante todo este mês de novembro, como  forma de lembrar as atividades especiais pela prevenção do câncer de próstata e os cuidados contra o diabetes. Mas, no próximo final de semana, de sexta (13) a domingo (15), será aberta uma exceção para que a iluminação da ponte receba as cores do River: time piauiense de futebol que chegou à final do Campeonato Brasileiro pela Série D.river

O River Futebol Clube disputará no próximo sábado (14) contra o Botafogo, de Ribeirão Preto-SP, o título de campeão. A partida acontecerá no Estádio Albertão, às 18h30. Os ingressos estão à venda nas Drogarias Globo e não serão vendidos nas bilheterias do estádio.

“A Prefeitura de Teresina está unida a todos os torcedores do River e torcendo firme pela vitória do nosso time. Colocar as cores do River na Ponte Estaiada, nosso belo monumento turístico, foi uma forma simbólica que nos foi solicitada para entrarmos nessa mesma energia positiva cuja torcida riverina está vivenciando e contagiando a todos”, disse Davimar Holanda, coordenador de Iluminação Pública.

Iluminação azul na Ponte Estaiada chama atenção para o combate ao diabetes

Este mês, intitulado de Novembro Azul, é dedicado ao alerta à população sobre o combate e prevenção do diabetes. O próximo dia 14 de novembro é o Dia Mundial de Combate ao Diabetes, e a Prefeitura de Teresina, por meio da Coordenação de Iluminação Pública, atendendo uma solicitação da Associação dos Diabéticos do Piauí (ADIP), disponibilizou a iluminação azul para a Ponte Estaiada para lembrar sobre a importância do controle e tratamento da doença.

“O diabetes já atinge mais de 400 milhões de pessoas no mundo, causando mais de 5 milhões de mortes anuais, em parte porque aproximadamente metade das pessoas não sabe que tem diabetes. No Piauí são mais de 200 mil diabéticos e só em Teresina são mais de 15 mil pacientes diabéticos atendidos por meio do Programa Saúde da Família. Portanto, é necessário chamarmos atenção das pessoas para que a prevenção, a educação e o tratamento sejam eficientes, e a iluminação azul nesse importante ponto turístico da capital tem esse simbolismo”, explica Jeane Melo, presidente da ADIP.

Ascom PMT