Tapa na cara do eleitorado do presidente Jair Bolsonaro

Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão Conteúdo         |      Flávio Bolsonaro e Jair Bolsonaro

O senador eleito Flávio Bolsonaro entrou em sintonia com o STF, e que se dane o país…

Pediu, e no mesmo dia, de maneira urgente, o ministro Luiz Fux suspendeu o curso das investigações sobre a movimentação financeira – pra lá de suspeita – do ex-assessor Fabrício Queiroz.

O senador eleito se dizia o principal interessado nas investigações e caladinho ingressou com uma reclamação para travar o procedimento investigatório criminal do Ministério Público.

A ação é um tapa na cara do eleitorado do presidente Jair Bolsonaro e vai abreviar a lua de mel da opinião pública com o novo governo que quer saber “o que Flávio Bolsonaro fez no verão passado”.

Ficou feio, muito feio…

Por: Herbert Sousa | GP1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.